Blogueiros podem ser alvo de ações nas mídias sociais?

A resposta é sim, de forma geral, e depende, de maneira localizada. Sim, quando o objetivo é gerar diálogo, conversação e quando a marca tem algo inteligente a dizer.

E eu digo “depende” quando a ação é pura e simplesmente para presentear o blogueiro. Não que isso seja um pecado, mas depende da “forçação de barra” que a ação tem. Se a ação visa apenas construir um relacionamento com o blogueiro, a agência ou empresa “anunciante”, no caso, não deve esperar simplesmente publicações ou repercussões, mas sim, uma aproximação gradual. Se a ação visa gerar buzz, deve ser inteligente e aí voltamos para o parágrafo anterior, em que reforçamos que deve ser algo que gere diálogo e relacionamento entre o blogueiro e sua audiência. Do contrário, pode-se cair naquelas situações em que gera-se mais polêmica do que buzz positivo.

Lembram-se do caso do i9 da Coca-Cola que presenteou nove blogueiros com mini geladeiras USB? Pois, bem, gerou um bafafá enorme e nem sempre positivo! Alguns blogueiros chegaram a ser chamados de “blogueiros de aluguel” pelo site BlueBus.

No entanto, uma ação bacana da qual fui alvo recentemente foi do #Proxxima e #Meio&Mensagem que me mandaram uma caixinha de primeiros socorros com prescrição de pílulas de conhecimento digital e umas revistas. Digo que a ação foi interessante porque vai totalmente ao encontro daquilo que escrevo e publico diariamente em meu Twitter, Blog e página no Facebook. A meu ver, a ação foi inteligente e mandou conteúdo vivo para eu trabalhar nos meus perfis.
Com esse boom das mídias sociais, os blogueiros (que eu chamo de usuários-mídia) são e serão – a cada dia mais – alvo de ações de empresas que querem gerar buzz. E aí, qual é o limite? Quem se arrisca?

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>